FESTA NO RESTAURANTE CIDADÃO DE NITERÓI HOMENAGEIA ZUMBI DOS PALMARES E ARARIBÓIA

12/01/2011 às 3:39 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Celebração exaltou a cultura negra e indígena

Muita animação, música, dança e vídeo animaram o almoço festivo realizado nesta quarta-feira no Restaurante Cidadão Jorge Amado, em Niterói. A comemoração organizada pela Superintendência de Segurança Alimentar da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH) teve por objetivo celebrar o dia de Zumbi dos Palmares, comemorado em 20 de novembro, e o dia de Araribóia, em 22 de novembro.

 

 

“Procuramos sempre fazer um almoço especial nessas datas importantes para resgatar a cidadania dos nossos usuários. São datas que muitas vezes não seriam lembradas e que fazemos questão de resgatar culturalmente. A gente quer que o restaurante seja mais que um lugar para se alimentar, mas um espaço onde eles se sintam acolhidos e recebam orientação. Hoje, por exemplo, começamos a distribuir folhetos orientando sobre os riscos do abuso do sal na alimentação”, informou a superintendente de Segurança Alimentar, Cláudia Regina de Azevedo Fernandes.

 

 

Um dos pontos altos da festa foi a apresentação de dança das crianças da aldeia Guarani de Camboinhas, na Região Oceânica de Niterói. A apresentação reuniu crianças de 6 a 14 anos, que entoaram cantos sagrados que simbolizam o caminho e a sabedoria dos mais velhos.

 

 

“Eu já tinha almoçado aqui, mas é a primeira vez que participamos de uma atividade. Já que Niterói é uma terra indígena, nada melhor do que mostrar essa cultura para a cidade, tirá-la da fumaça, porque ela está viva. Estamos muito felizes de estarmos aqui hoje fazendo essa apresentação”, disse o cacique Darci Tupã.

 

 

A festa também contou com decoração especial e a apresentação de um vídeo sobre a consciência negra. No cardápio, uma comida típica da culinária negra: feijoada.

 

 

“A festa está muito bacana e educativa. Como negra, estou me sentindo homenageada, até mesmo pelo meu nome”, contou Áurea Cristina Teixeira, de 36 anos, que almoçou com o afilhado Andrei, de 3 anos.

 

 

O aposentado Almide Aniceto da Silva, de 66 anos, que almoça no Restaurante Cidadão de Niterói todos os dias também aprovou a iniciativa.

 

 

“Está uma maravilha. O que tenho a pedir é que essas festas continuem acontecendo. É maravilhoso ser lembrado. Gostei muito da apresentação indígena, porque eu não sabia que tinha uma aldeia aqui em Niterói. Pretendo ir visitá-los”, disse seu Almide.

 

 

A próxima festa a ser realizada nos 16 Restaurantes Cidadãos do Estado será o almoço de Natal, que será servido no próximo dia 20 de dezembro. Na ocasião o cardápio terá carne de javali, doada pela Secretaria de Estado do Ambiente, após uma apreensão de animais, criados sem autorização na cidade de Nova Friburgo, na Região Serrana. Os animais apreendidos foram encaminhados para um frigorífico que fará o abate e o beneficiamento da carne.

 

 

“Vamos pesquisar uma receita que se adeque a nossa realidade e que será feita em todos os Restaurantes Cidadão para o almoço de Natal”, finalizou Cláudia.

Mais informações:http://www.rj.gov.br/web/seasdh/principal
Ouvidoria SEASDH – ouvidoria@social.rj.gov.br
Anúncios

SECRETÁRIO RODRIGO NEVES PARTICIPA DA ABERTURA DA FEIRA DA PROVIDÊNCIA

12/01/2011 às 3:23 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Governo do Estado tem estande no evento para divulgar o artesanato produzido no Rio de Janeiro

O secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Rodrigo Neves, participou nesta quarta-feira, dia 30, da abertura da 51° Feira da Providência no Riocentro, em Jacarepaguá. O secretário estava acompanhado do vice-governador, Luiz Fernando de Souza Pezão, do prefeito Eduardo Paes e do cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta. O tema deste ano é “Um lugar pra gente ser feliz” e o evento reúne estandes de 39 países e 15 estados brasileiros com produtos, artesanato e comidas típicas.
“Sou um fã da Feira da Providência e fico feliz em ver mais de 300 estandes divulgando as regiões, os países e seus artesanatos, que geram emprego e renda. Espero que o evento seja um sucesso e que o público compre e consuma muito, para contribuir com o desenvolvimento econômico das regiões participantes”, afirmou Pezão.
O governo do Estado do Rio de Janeiro tem um estande na feira, onde vai expor trabalhos como bordados do Noroeste, cerâmicas do Norte, artigos com fibras naturais do Médio Paraíba e cestas de bambu da Costa Verde. O espaço, responsabilidade do RIOSOLIDARIO – Obra Social do Rio de Janeiro, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços (SEDEIS), divulga também o Programa de Artesanato do Rio de Janeiro, que registra artesãos no Programa de Artesanato Brasileiro, do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio Exterior. Ao todo, são mais de quatro mil artesãos cadastrados pela ação, que mostra a diversidade fluminense em exposições e cursos.
O Banco da Providência, um dos maiores projetos sociais da Arquidiocese, foi criado há 51 anos por Dom Helder Câmara e os seus recursos utilizados para ajudar as famílias de baixa renda são arrecadados na Feira da Providência, no Programa Amigos do Banco e no Arraial da Providência.
“A Feira da Providência é um dos poucos eventos dedicados para arrecadar fundos para o trabalho social, aplicado em toda a cidade do Rio de Janeiro. Este trabalho tem ajudado, há 51 anos, milhares de pessoas a adquirirem emprego e renda”, destacou o cardeal arcebispo Dom Orani Tempesta.
A 51ª Feira da Providência acontece nos Pavilhões 1 e 2 do Riocentro e pode ser visitada até o dia 4 de dezembro, das 12h às 23h. O ingresso custa R$ 12. Estudantes e idosos com mais de 60 anos têm direito à meia-entrada. Crianças com até 1 metro não pagam. Outras informações podem ser obtidas no www.feiradaprovidencia.org.br.

Mais informações:http://www.rj.gov.br/web/seasdh/principal

Ouvidoria SEASDH – ouvidoria@social.rj.gov.br

SECRETÁRIO RODRIGO NEVES APRESENTA RIO SEM MISÉRIA PARA PREFEITOS DO LESTE FLUMINENSE

12/01/2011 às 3:18 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Encontro aconteceu em São Gonçalo, no Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj)

Dando continuidade à expansão do Plano Estadual de Superação da Pobreza Extrema, o Rio Sem Miséria, o secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Rodrigo Neves, esteve nesta segunda-feira, dia 28, em São Gonçalo, reunido com os prefeitos e secretários de oito municípios do leste fluminense – Itaboraí, Niterói, Maricá, Araruama, Itaguaí, Saquarema, Tanguá e Silva Jardim – que receberão o Renda Melhor, programa de transferência de renda, em fevereiro de 2012. Ao todo, 31.900 famílias que vivem na região serão contempladas com o benefício e o investimento será de cerca de R$2 milhões. O encontro aconteceu no Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj).

 

“O Rio Sem Miséria acelera a redução da desigualdade e da miséria no Estado do Rio de Janeiro e propõe uma estratégia intersetorial que integra as políticas da assistência social, saúde, educação e a inclusão produtiva das famílias. O leste fluminense é a região com as maiores chances de investimentos por causa do Comperj, da indústria naval e do pré-sal. O objetivo é aproximar o mundo das oportunidades às famílias mais pobres, que historicamente tem mais dificuldade de acessar as oportunidades”, destacou o secretário Rodrigo Neves.

 

A partir do ano que vem, toda a região metropolitana e os vinte municípios do Estado que apresentam o maior índice de famílias na linha da pobreza extrema serão contemplados pela iniciativa, promovida pela SEASDH, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social, a Fundação Getúlio Vargas e o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA).

 

“O programa é inovador e vai ser modelo para outros estados. O maior avanço do programa é verificado na questão dos indicadores desenvolvidos junto com a Fundação Getúlio Vargas. Seria interessante que a secretaria pudesse disponibilizar para os municípios essa tecnologia inovadora. Em Maricá, por exemplo, esses dados seriam importantes na identificação dos alunos que teriam direito ao Renda Melhor Jovem (um dos quatro componentes do programa, que oferece uma poupança escola aos jovens das famílias beneficiadas pelo Renda Melhor), já que temos uma escola municipal que oferece Ensino Médio”, explicou o prefeito Washington Quaquá.

 

Além do Renda Melhor Jovem, o outro componente é o Renda Melhor, que oferece um benefício entre R$30 e R$300 para as famílias que vivem com renda per capita de até R$100. O terceiro componente é a Gestão de Oportunidades Econômicas e Sociais e, o quarto, acompanhamento familiar, que caberá aos municípios. Para o prefeito de Silva Jardim, Marcelo Zelão, o grande destaque do plano de erradicação da pobreza extrema do Estado é o Renda Melhor Jovem, já que investe nos jovens.

 

“O Renda Melhor Jovem é uma grande porta de saída. O programa é realmente inovador e eu destaco outro ponto: a parceria com o InvesteRio (Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro). Perder o crédito, para essas famílias, é perder a subsistência para o próximo mês. Essa chance é única para aquelas pessoas que desejam realmente se tornar empreendedores”, disse Marcelo Zelão.

 

O InvestRio oferecerá crédito de R$ 300 a R$ 6 mil, com financiamento de 6 a 12 meses, e taxa de juros de 1,25% ao mês. O projeto iniciará a oferta em Niterói, na comunidade do Cantagalo, e em todas as comunidades pacificadas do Rio de Janeiro onde há agências do Sistema Nacional do Emprego (SINE). A InvesteRio também lançará em breve um edital para a contratação de uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) para oferecer o serviço nas demais localidades do estado.

 

O projeto piloto, implantado em Japeri, Belford Roxo e São Gonçalo, há cerca de seis meses, contou com investimento no valor de R$ 4 milhões e já beneficia cerca de 52 mil famílias. Até o fim de 2013 todo o Estado do Rio de Janeiro será contemplado com o Plano Rio Sem Miséria. Para a prefeita de São Gonçalo, Aparecida Panisset, as mudanças na cidade já são visíveis com a implantação do Renda Melhor.

 

“Estou muito feliz de ter recebido os prefeitos que ainda irão receber o plano Rio Sem Miséria aqui em São Gonçalo. A nossa cidade vive um momento muito bom e aconteceu uma mudança, sobretudo, na auto estima do morador daqui. As famílias se sentem mais seguras sabendo que poderão, no próximo mês, comprar alimento para seus filhos. A proposta do governo do Estado é maravilhosa e vai tirar muitas pessoas da miséria”, comentou a prefeita.

 

A primeira reunião de expansão do Plano Estadual Rio Sem Miséria aconteceu em 18 de novembro em Nova Iguaçu, com os representantes dos municípios da Baixada Fluminense. Neste segundo encontro estiveram ainda presentes ao evento a prefeita de Saquarema, Franciane Mota, os prefeitos de Tanguá, Carlos Pereira, e de Araruama, André Mônica.

Mais informações:http://www.rj.gov.br/web/seasdh/principal
Ouvidoria SEASDH – ouvidoria@social.rj.gov.br

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.