SEASDH cadastra 500 novas famílias de Petrópolis no Aluguel Social

10/30/2013 às 12:37 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Famílias são vítimas das chuvas de março de 2013

Wanderson Costa Cruz-7914

A Secretaria de Estado Assistência Social e Direitos Humanos começou, nesta terça-feira o cadastramento de 500 novas famílias de Petrópolis, na Região Serrana, no programa Aluguel Social do Governo do Estado. São famílias vítimas das chuvas de março de 2013 e que vinham rebebendo o auxílio, no valor de R$ 500, do Governo Federal, através da Prefeitura. A partir de agora, o auxílio será pago pelo Governo do Estado em conta simplificada na Caixa Econômica Federal (CEF).
O cadastramento, realizado pela equipe da Superintendência de Políticas Emergenciais da SEASDH, na Casa do Trabalhador, segue até quinta-feira. Hoje (29), foram cadastrados os beneficiários com iniciais de A a H, no dia 30 serão as familias com iniciais de I a N, e no dia 31 as de O a Z.
A aposentada Marina dos Reis, de 61 anos, foi uma das primeiras cadastradas. Ela morava no bairro Lagoinha e teve a casa interditada após um deslizamento de pedras.
“Desde então, eu, meu marido e minha neta de 11 anos moramos em uma casa alugada no bairro Mozela. Sem o aluguel social estarísmos passando fome porque vivemos com dois salários mínimos por mês e só o aluguel é R$ 700”, contou dona Marina.
Desempregada, a costureira Carmen Lúcia da Silva, de 37 anos, que mora com o marido e dois filhos de 6 e 18 anos, também perdeu na enchente a casa onde morava.
“Além da enchente teve deslizamento do barranco. A casa está interditada e nós, morando de aluguel. Estou sem trabalhar porque tenho que cuidar do meu filho, então é só o salário do meu marido, que é de R$ 800. Eu tenho lavado roupa para fora e feito faxina para poder complementar a renda. Sem o aluguel social não sei como faríamos”, disse Carmen.
Para fazer o cadastramento é necessário levar original e cópia dos seguintes documentos: Carteira de Identidade, CPF, comprovante de residência, título de eleitor, número do NIS, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento e Casamento.

“O aluguel social é uma conta cara, com essas novas 500 famílias são 1.342 aluguéis pagos pelo Estado na cidade, que somam R$ 650 mil por mês e R$ 7 milhões por ano. O que a gente espera é que a Prefeitura, nessa parceria com o Estado e o Governo Federal, consiga dar celeridade ao processo de construção das casas para que as famílias possam sair definitivamente das áreas de risco e do aluguel”, enfatizou o secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira.
Para fazer o cadastramento é necessário levar original e cópia dos seguintes documentos: Carteira de Identidade, CPF, comprovante de residência, título de eleitor número do NIS, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento e Casamento.
As famílias recebem o aluguel social por 12 meses, podendo ser prorrogado se necessário. A primeira parcela será paga a partir do próximo dia 28. A Casa do Trabalhador fica na Rua Dom Pedro I, 252, Centro de Petrópolis.

Anúncios

Conselho de Direitos Humanos prorroga prazo de inscrição para eleição dos membros da sociedade civil de sua gestão 2014/2015

10/30/2013 às 12:28 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

O edital publicado em D.O encontra-se disponível nesta página.

Conselho de Direitos Humanos prorroga prazo de inscrições para eleição dos membros da Sociedade Civil de sua gestão 2014/2015. O edital publicado em D.O encontra-se disponível abaixo.

O prazo de inscrição das entidades, que seria de 22/10 a 30/10, foi prorrogado até 04/11/2013 e este é o período para que cada entidade possa apresentar para a Comissão Eleitoral o pedido de habilitação, juntamente com a documentação exigida no edital.
Para mais informações sobre o CEDDH/RJ, como se inscrever para a votação, o calendário eleitoral completo, grupos e entidades elegíveis, documentos exigidos, entre outras informações podem ser esclarecidas através do e-mail para ceddhrj@gmail.com ou telefone: (21) 2334-5528 (falar com Cristiane).

CONSEA/RJ lança edital para eleição de quatro vagas no conselho

10/30/2013 às 12:28 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

As entidades têm até 10 dias, a partir de hoje, para fazer a inscrição.

O Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Estado do Rio de Janeiro (CONSEA/RJ) lança edital para eleições de quatro vagas no conselho, publicado nesta terça-feira (29/10), no Diário Oficial do Rio de Janeiro. As vagas são destinadas a representantes da sociedade civil organizada, para exercer o cargo de conselheiros no período de 2013 a 2015. As entidades interessadas deverão proceder à inscrição em até 10 dias, a contar da publicação do edital.

Para acessar o edital, clique aqui!

A documentação exigida no item 3.2 do edital, deve ser enviada por correio eletrônico, para o endereço consearj@gmail.com, ou realizando a entrega, pessoalmente, na Secretaria Administrativa do Conselho, no horário das 10:00h às 16:00h no Prédio da Central do Brasil, no 6º andar, sala 653 – Praça Cristiano Ottoni, s/nº. Para dúvidas ou esclarecimentos, o telefone disponibilizado é 21 2334-9532.

Poderão participar do processo eleitoral as entidades representativas dos movimentos sociais e das organizações da sociedade civil organizada de direito privado, sem fins lucrativos, que tenham

atuação comprovada em segurança alimentar e nutricional ou na defesa e na promoção do direito humano a alimentação adequada, no âmbito do Estado por, no mínimo, dois anos.

Ação social oferece serviços gratuitos em Queimados

10/30/2013 às 12:27 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Décima quinta ação do ano realizou mais de mil atendimentos.

Wanderson Costa Cruz-046

A ação social ‘Cidadania Direito de Tod@s’, da Subsecretaria de Articulação Institucional da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), atendeu xxxxx pessoas em Queimados, na Baixada Fluminense, no último sábado, dia 8. Entre 10 e 14 horas, a população do bairro Jardim da Fonte teve acesso a diversos serviços como retirada de documentos, atendimento à mulher, atendimento de saúde, cadastramento do SUAS, recreação, dentre outros.

De acordo com o secretário de Estado de Assistência social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, o exercício da cidadania começa com o acesso à documentação básica e, com isso, a iniciativa tem promovido uma mudança na qualidade de vida da população do estado.

“A ideia é levar estes serviços para regiões pontuais, seja na capital, interior ou região metropolitana, a dificuldade existe. O importante é o trazer o Estado para junto da população onde estão as maiores carências de documento e informação. O bairro Jardim da Fonte está passando por uma transformação, o desenvolvimento da cidade passa aos poucos por aqui. Precisamos promover serviços que possibilitem que essa população busque sua autonomia”, explicou o secretário.

O pedreiro Júlio Cesar Coelho, de 62 anos, aproveitou a ação justamente para retirar a segunda via da carteira de identidade. Ele passou pela tenda da Fundação Leão XIII, para adquirir isenção da taxa, e depois foi à tenda do Detran, para dar entrada no documento.

“Perdi o documento há uns meses, com o trabalho, a gente tem dificuldade de fazer estas coisas durante a semana. Aqui, além de atender sábado, ainda tenho isenção da taxa de segunda via. O atendimento foi rápido, peguei a isenção e dei entrada no documento no mesmo lugar, facilitou bastante a minha vida”, contou Coelho.

Já a aposentada Julia Maria da Conceição, de 77 anos, foi levada pelas três netas para a ação. Além de detectar a pressão alta e realizar exame de glicose, foi orientada sobre os procedimentos para receber a doação de uma cadeira de rodas adequada, pela prefeitura do município.

“Nós temos que aproveitar a oportunidade, temos dificuldade de levá-la para o centro na cadeira de rodas. Foi muito importante, medimos sua pressão e descobrimos que está alta, como é pertinho de casa, pudemos dar o remédio e voltar para ver se normalizou. Além disso, agora vamos passar por uma triagem para receber uma nova cadeira de rodas, ela tem artrose e não pode andar”, afirmou a neta da aposentada, Julia Teixeira.

A ação organizada pela Subsecretaria de Articulação Institucional da SEASDH, realizou 12 serviços diferentes, contando com a parceria de diversas instituições tais como a Prefeitura de Queimados, Procon, Detran, Fundação para a Infância e a Adolescênica (FIA), Delegacia de Atendimento à Mulher Itinerante (DEAM), Centro Comunitário de Defesa da Cidadania (CCDC), Fundação Leão XIII, entre outros. A próxima ação será realizada no Restaurante Cidadão Romilton Bárbara, na Rua Lacerda Sobrinho, no município de Campos dos Goytacazes.

Processo seletivo Caminho Melhor Jovem: lista de convocados para entrevista presencial

10/29/2013 às 12:16 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Confira convocados para entrevista presencial para equipes do Complexo do Alemão, Borel, Formiga e Jacarezinho.

O Caminho Melhor Jovem torna pública a lista de convocados/as para a etapa de entrevista presencial do processo seletivo para formação das equipes das Unidades de Gestão Territorial do Complexo do Alemão, Jacarezinho e Borel/Formiga, próximos territórios a serem contemplados pelo Programa. Neste momento, são convocados/as candidatos/as a vagas para as funções de Diretor/a, Conselheiro/a, Tutor/a e Assistente Administrativo/a, a serem distribuídas entre os três territórios.

O processo seletivo para Articulador/a foi prorrogado e as pessoas podem enviar currículos, carta de apresentação e de intenções até 23h59 (horário de Brasília) de 1º de novembro de 2013, para o e-mail selecaocmj@social.rj.gov.br, conforme orientações apresentadas na chamada pública correspondente (clique aqui e confira a chamada).

A seleção ocorreu nas normas e critérios estabelecidos pela chamada publicada nos sites http://www.social.rj.gov.br e http://www.caminhomelhorjovem.rj.gov.br, entre 8 e 16 de outubro de 2013, e foram convocados/as os/as candidatos/as com os currículos melhores avaliados, conforme os requisitos para as funções. Mensagens enviadas fora do prazo e currículos e cartas que descumpriam as especificações requeridas por este processo seletivo foram desconsideradas.

Em acordo com as regras do processo seletivo divulgadas, a entrevista terá um caráter classificatório, sendo atribuída nota de 0 (zero) a 08 (oito), conforme o desempenho do/a candidato/a, não havendo segunda chamada.

Confira a seguir a lista final de convocados/as, data e o horário das entrevistas, a serem realizadas na sede da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), na sala 716, no endereço Praça Cristiano Ottoni, s/nº, Edifício Dom Pedro II, Central do Brasil, Rio de Janeiro.

 

DIA – HORÁRIO DIRETOR/A
29/10/2013 – 14H ÀS 17H   Anderson Barbosa Ignácio
Claudia Simões Carvalho
Edna Maria da Silveira Monteiro
Etila Elane de oliveira Ramos
Lilla Martins de Almeida Bravo
Luiz Claudio de Oliveira Marinho
Manuela de Lorenzo
Marcia Figueiredo Duarte
Rousemeire Mendonça de souza
DIA – HORÁRIO CONSELHEIRO/A
30/10/2013 – 10H ÀS 13H Ana Otilia Sobral Moreira
Ana Paula Lisboa Lopes
Anderson dos Santos Correa
Anny Kelen G. de Oliveira
Bruno Lima de Carvalho
Camilla do Espirito Santo Silva
Carina Augusto da Cruz
Carmem Lucy Martins dos Santos
Cibele Mariano Egydio
Claudia Garcia Felipe da Silva
Danilo Rodrigues de Melo
Edwiges Carneiro Sant’Anna
30/10/2013 – 14H ÀS 17H Elisabeth Alves Teixeira Guimarães Daniel
Fernanda Guida Fagin
Izabel Cristina Leilão
Jane Fabiano de souza
Joana Viana de Barros
Jonas Sales dos Santos
Juliano Gonçalves Pereira
Lúcia Regina Queiroga
Luciana Janeiro
Mácia Cristina Vidal da Costa
Márcia Cristina da Silva
Marianna Poyares
30/10/2013 – 14H ÀS 17H Mayra Vianna
Nei Robson de Oliveira
Patricia da Silva Mariano Neves
Raquel Rodrigues de Oliveira
Renata Bhering
Renata Miotto
Rita de Cassia Silva dos Santos
Sandra chapetta almeida
Simone Monteiro Oliveira de Souza
Sinara Rubia Ferreira
Thaina Santos Silva
Vilnia Batista de Lira
DIA – HORÁRIO TUTOR/A
29/10/2013 – 10H ÀS 13H Amanda de Andrade Mendonça
Ana Paula Jacinto S. Correa
Carmem dos Santos Camerino
Claudia Lucia Oliveira Botelho
Cynthia Jochmann Martinez
Daniele Martins Araujo
Deborah Thiers de Carvalho
Diana Miranda de Farias Prieto Rugeles
Elaine Machado da Silva
DIA – HORÁRIO
29/10/2013 – 14H ÀS 17H Francidalva Magalhães
Janete dos Santos
Joane Cristina Amaral Brito
JoilsonSantana Marques Junior
Juana Oliveira Alvim
Lilian Maria C.Valentim
Lucas Muniz Oliveira
Marilucia de Souza Fernandes
Monique Castro
DIA – HORÁRIO
29/10/2013 – 14H ÀS 17H Olga Vieira Lima Tavares
Patricia Cristina D. Vieira da Silva
Pedro Paulo Melo de Almeida
Rafael de Mello Rodrigues
Silvana Marinho
Tania Abreu da Silva
Tania Brasil de Menezes
Tatiana Santiago de Lima
Vanessa Diniz da silva
DIA – HORÁRIO ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
29/10/2013 – 10H ÀS 13H Alexandre Costa Pereira
Bruno Dias da Silva
Daniel Fernades da Silva
Dorimar Maura da Silva
Fernando Silva Gaspar
Gabriel Corrêa dos Santos
Hanier Ferreira da Silva
Joanna Vianna da Silva
Laio Lopes
DIA – HORÁRIO
30/10/2013 – 10H ÀS 13H Leonardo Gomes Fróes
Mariana Fagundes Tomazini
Maurício dos Santos Silva
Natanael de Barros Barboza
Rafaela de Souza Tavares
Regina Assunta Bravin
Shayene de Souza Aureliano
Tania Regina Campos Andrade
Wallace Luiz Cavalcante

Restaurante Cidadão de Madureira completa cinco anos com ação social Cidadania Direito de Tod@s

10/29/2013 às 12:15 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Neste período foram servidas cerca de 3 milhões de refeições e mais de 800 mil cafés da manhã

O Restaurante Cidadão Tia Vicentina, em Madureira, completou, nesta sexta-feira (25/10), cinco anos de funcionamento. Durante todo este tempo foram servidas cerca de 3 milhões de refeições e quase 807 mil cafés da manhã. Só nos primeiros 9 meses de 2013 foram 710.347 almoços e 129.859 cafés da manhã. Para celebrar, o almoço desta sexta-feira foi regado a muita música, bolo e acesso a documentos, com a ação social Cidadania Direitos de Tod@s, da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos.

O aposentado Álvaro Gavioli, de 74 anos, almoçou na unidade e ainda aproveitou para deixar a documentação em dia.

“Vim almoçar, vi a ação e aproveitei para pegar a isenção para tirar a senda via da minha carteira de identidade, que está ficando meio apagada e o banco tem reclamado. O bom de ter a ação aqui é que facilita a vida da gente. Eu mesmo estava há tempo para tirar outra identidade, mas não fazia por falta de tempo e esquecimento”, contou o aposentado, que costuma almoçar na unidade diariamente e aprova o serviço.

“A comida é boa, balanceada, com acompanhamento de nutricionista, melhor que muito restaurante caro que tem por aí. Sou separado e não sei cozinhar muito bem, então, prefiro vir comer aqui que é mais gostoso”, disse seu Álvaro.

A dona de casa Maria das Dores de Oliveira, de 55 anos, também aproveitou a ação para pegar isenção para tirar a segunda via da identidade.

“A plastificação da minha identidade está abrindo e ela está ficando ruim, quando vou comprar alguma coisa os vendedores ficam olhando torto. Como vim almoçar e está tendo a ação, aproveitou para resolver logo esta questão”, relatou dona Maria das Dores.

Frequentadora assídua do restaurante de Madureira, a pensionista Gilcélia Abrantes, de 60 anos, ficou feliz com a festa de aniversário da unidade.

“Sempre que venho resolver coisas na rua almoço aqui porque a comida é maravilhosa e barata. Se a gente for comer um salgado na rua com refresco gasta mais e não é saudável. Desejo ao restaurante nesta data que ele continue a atender cada vez mais gente”, afirmou Gilcélia.

A festa também contou com a presença do secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira.

“Quero agradecer a todos os usuários, porque é a presença diária de todos que nos estimula a manter e buscar melhorar este serviço a cada dia. São cinco anos de atendimento e hoje nós estamos aqui oferecendo o serviços de isenção para a retirada de segunda via de documentos, que visa trazer mais cidadania a todos. Vida longa ao Restaurante Cidadão de Madureira!”, falou o secretário.

O Restaurante Cidadão é equipamento do Governo do Estado, vinculado à Superintendência de Segurança Alimentar da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH). A ação social Cidadania Direito de Tod@s é organizada pela Subsecretaria de Articulação Institucional da SEASDH, e contou com a parceria da Fundação Leão XIII, que emite isenção para segunda via de documento de identidade, e do Centro Comunitário de Defesa da Cidadania (CCDC), que emite isenção para a segunda via de certidões de nascimento, casamento e óbito.

SEASDH prepara parceria do Estado com o Comitê Internacional para o Desenvolvimento dos Povos

10/29/2013 às 12:13 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Experiência do Observatório Social vai ser apresentada no Fórum Mundial de Desenvolvimento Econômico Local

Wanderson Costa Cruz-0379

O secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, recebeu na manhã desta sexta-feira, dia 25, a coordenadora de Operações para América Latina e Caribe, da ONG Italiana CISP (Comitê Internacional para o Desenvolvimento dos Povos). O intuito do encontro foi tratar da entrada da SEASDH no edital da Delegação da Comissão Europeia no Brasil, que concentra projetos, de Organizações Não Governamentais e atores governamentais locais, para melhorar o acesso a serviços sociais para população em situação de extrema pobreza.

A experiência do Observatório Social da SEASDH, desenvolvida nos municípios de Queimados, Teresópolis, Nova Friburgo, entre outros, será apresentada e compartilhada como exemplo de boas práticas de abordagem territorial de desenvolvimento. A ideia, segundo o secretário Zaqueu, é que a experiência seja levada a todos os municípios da Baixada Fluminense.

“Estamos articulando com o CISP e a Delegação da Comissão Europeia o projeto para que Queimados potencialize e articule os municípios da Baixada nesta experiência, juntamente com o Governo do Estado, por meio da SEASDH.”, disse Zaqueu.

A representante do CISP, Claudia Gatti, considera a parceria uma grande oportunidade para o Estado e para o país. Segundo ela, a experiência de Queimados chamou a atenção e deve servir de modelo.

“O grupo alvo desse projeto, o Observatório, são os jovens. E para isso, é fundamental a participação do CRAS e das escolas, pois a partir dos jovens a gente chega às famílias. Temos muitos atores envolvidos e a participação das prefeituras é extremamente importante”, afirmou Cláudia.

De acordo com a representante, o projeto é muito rico e pode ainda chegar a muitas outras vertentes de informações a serem levantadas, no sentido de mapear os serviços que atendam a demandas específicas, para que os serviços realmente cheguem a quem necessita.

Para o Superintendente de Análise e Acompanhamento de Projetos, Bernard Brito, responsável pelo Observatório Social, a experiência vai beneficiar tanto os municípios quanto o próprio projeto.

“Esta vai ser mais uma parceria importante. Já desenvolvemos uma metodologia de coleta de dados para o Observatório e agora poderemos aprimorar o sistema de tecnologia, a fim de compartilhar a experiência com os municípios”, afirmou Bernard, que destacou ainda o convite que a SEASDH recebeu para a apresentação do Observatório Social no Fórum Mundial de Desenvolvimento Econômico Local, que acontecerá durante os dias 29 de outubro e 1º de novembro, em Foz do Iguaçu, Paraná.

O Fórum tem entre seus organizadores o SEBRAE, o Parque Tecnológico Itaipu, o Fundo Andaluz de Municípios para Solidariedade Internacional e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e tem como objetivo facilitar o diálogo entre atores locais nacionais e internacionais sobre a eficácia e o impacto do desenvolvimento econômico local frente aos grandes desafios da época atual, a partir das práticas existentes.

Governo entrega Bairro Novo na Baixada

10/29/2013 às 12:11 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Secretário Zaqueu Teixeira participa da cerimônia de entrega do investimento de 3,6 milhões.

Wanderson Costa Cruz-11

O secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, participou, nesta quinta-feira (24/10), da cerimônia de entrega de seis ruas pavimentadas no bairro São Francisco, no município de Queimados, Baixada Fluminense. A iniciativa é fruto de uma parceria da prefeitura com o Governo do Estado, totalizando um investimentos de R$ 3,6 milhões.

“Estamos diante de um governo que reconhece as necessidades da população, muitos outros investimentos ainda serão feitos com o programa Bairro Novo. Estivemos na Alerj indicando 100 milhões para este projeto. Como deputado estadual dessa cidade, só tenho a agradecer por este benefício que vai trazer mais qualidade de vida para as pessoas”, destacou o secretário Zaqueu Teixeira.

As obras beneficiam mais de três mil moradores através da pavimentação das vias Hadock Lobo, Santo Cristo, Honório Gurgel, Voluntários da Pátria e trechos da Magalhães Bastos e Itaquatiá, ao todo são três quilômetros de asfalto e urbanização. A inauguração contou com a presença do vice-governador e coordenador de infraestrutura do Estado, Luiz Fernando Pezão e do prefeito Max Lemos.

SEASDH cadastra famílias que ocupavam hospital desativado no Caju para receber Aluguel Social

10/25/2013 às 12:14 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Espaço será desocupado para dar lugar a uma escola estadual profissionalizante

Wanderson Costa Cruz-380

A Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH) começou, nesta quinta-feira (24/10), o cadastramento de 105 famílias no programa Aluguel Social, do Governo do Estado. As famílias ocupam há pouco mais de 1 ano um pavilhão do antigo Instituto Estadual de Infectologia São Sebastião, no Caju. O espaço será demolido para dar espaço a uma Escola Estadual Profissionalizante, que será construída pela Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (EMOP) para a Secretaria de Estado de Educação.

“Com o cadastramento no Aluguel Social vamos dar a essas famílias segurança para que possam deixar o pavilhão do antigo hospital e alugar uma moradia mais adequada enquanto não recebem uma moradia definitiva”, disse o secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, em visita ao local de cadastramento na manhã desta quinta-feira.

As 105 famílias receberão o auxílio no valor de R$ 400 por 12 meses, podendo ser prorrogado caso haja necessidade.

“Mãe de três filhos e esperando o quarto, a dona de casa Beatriz Schwartz de Souza, de 20 anos, é uma das cadastradas.

“Morava com minha sogra em outro bairro, mas era muito ruim. Viemos para cá há 1 ano quando ficamos sabendo que tinha lugar para morar sem ter que pagar aluguel. Meu marido trabalha de auxiliar de serviços gerais e ganha cerca de R$ 700 por mês, não temos condições de pagar aluguel. Quando fiquei sabendo que teríamos que sair daqui fiquei preocupada e disse que só acreditaria que receberíamos aluguel social ou casa nova vendo. Agora que está acontecendo vou começar a procurar casa para alugar e espero conseguir um lugar melhor para minha família’, contou Beatriz.

A passadeira Ana Claudia Figueiredo Silva, de 23 anos, que mora com uma companheira e a filha dela, há pouco mais de um ano, também foi cadastrada no aluguel social.

“Eu pagava aluguel para um tio para morar na casa dele, mas estava muito apertado quando soube daqui e vim morar. Agora vamos ter que sair. Quando o dinheiro desse aluguel sair vou procurar outro lugar para ficarmos”, disse Ana Claudia.

O cadastramento está sendo realizado pela Superintendência de Políticas Emergenciais.

Prefeitura do Rio inaugura terceira Casa Viva da cidade em Del Castilho

10/25/2013 às 12:12 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Espaço atenderá 20 adolescentes do sexo masculino entre 12 e 17 anos envolvidos com drogas psicoativas, inclusive o crack

Wanderson Costa Cruz-006

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social da cidade do Rio de Janeiro (SMDS) inaugurou, nesta quinta-feira (24/10) a terceira unidade do projeto Casa Viva, em Del Castilho, Zona Norte do Rio. Esta é a segunda casa do modelo voltada para meninos envolvidos com drogas psicoativas, inclusive o crack. O espaço tem capacidade para atender vinte adolescentes do sexo masculino entre 12 e 17 anos.

“Criar abrigos como esse é importantíssimo, porque cria uma maneira diferenciada de fazer o acolhimento do jovem que hoje está vivendo em situação de dependência química. É um equipamento bem cuidado, com um aspecto todo propício para que eles se sintam em casa e isso faz com que eles se sintam confortáveis para permanecer. É importante que a gente possa levar essa experiência para outras cidades, porque a gente verifica que é muito melhor do que ter um abrigamento coletivo, um depósito de jovem, que não adianta de nada. Aqui a gente abre uma perspectiva de fazer a reinserção social desse jovem, seja na sua família, ou colocando ele em um formato de recuperação de sua vida de forma integral, para que ele possa sair daqui com suas próprias pernas e construa um futuro”, disse o secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira.

A unidade contará com sala de informática, biblioteca, sala de jogos, brinquedoteca e área de convivência. Técnicos do Instituto Helena Antipoff, ligado à Secretaria Municipal de Educação, serão responsáveis pela avaliação pedagógica dos jovens, através de atendimentos individuais. Eles serão encaminhados para classes regulares ou especiais, indicando-se os equipamentos necessários a cada caso.

“Muitos desses meninos não são da cidade do Rio de Janeiro e termos a parceria do Estado é muito importante para que possamos discutir a formação de consórcios na área da assistência social para acompanhar esses meninos depois de eles saírem daqui. A gente sente que a Casa Viva pode ser um modelo de política pública não só para o Rio de Janeiro com para o Brasil”, disse o vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Social da cidade do Rio de Janeiro, Adilson Pires.

Na Casa Viva, os abrigados frequentarão a escola e serão acompanhados por técnicos da Secretarias de Saúde e de Educação. Na unidade de Del Castilho também serão desenvolvidos projetos nas áreas de cultura, esportes e lazer, com infraestrutura voltada para a reinserção social dos adolescentes. O objetivo é criar um ambiente lúdico e acolhedor, que ajude a promover a recuperação dos jovens.

O projeto Casa Viva foi ampliado pela SMDS. Duas das cinco unidades que estarão em funcionamento até o final deste ano já estão abertas. Em parceria com o Viva Rio, a Prefeitura do Rio oferecerá ao todo 100 vagas no novo modelo especializado no abrigamento de menores com dependência química.

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.