Governo inaugurou a Cidade da Polícia

10/01/2013 às 1:50 pm | Publicado em Informações | Deixe um comentário

Complexo abrigará 13 delegacias especializadas e a Coordenadoria de Recursos Especiais

Wanderson Costa Cruz-114

O Governo do Estado inaugurou neste domingo (29/09), Dia do Policial Civil, as obras da Cidade da Polícia, no Jacarezinho. O complexo de excelência em investigação policial, que teve investimento total de R$ 170 milhões, foi equipado para receber 13 delegacias especializadas, além da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), cinco órgãos da Chefia de Polícia e uma Prefeitura para cuidar da área administrativa. Dessa maneira, a Polícia do Rio vai ao topo da lista das mais bem estruturadas do país, garantindo agilidade na troca de informações entre as delegacias especializadas, maximização dos resultados investigativos e otimização de custos. O governador Sérgio Cabral, o vice-governador e coordenador de Infraestrutura Luiz Fernando Pezão, o secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, e o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, participaram da solenidade.

A mudança das unidades será gradativa, com previsão de funcionamento total até novembro. A Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), parte da Core e o Esquadrão Antibomba já estão no local. A data escolhida é uma homenagem ao Dia do Policial Civil, comemorado neste domingo.

O espaço possui nove blocos, sendo o maior deles (aproximadamente 9.000m²) o que concentra as delegacias. O projeto contempla ainda área de convivência com lanchonetes e restaurante, auditório, estacionamento e heliponto suspenso. A área de treinamento é uma das mais sofisticadas, com Ambiente Cenográfico, Casa de Tiros e Estande de Tiros.

O governador e os secretários visitaram o Estande de Tiros, o Ambiente Cenográfico, o Pavilhão Central, onde estão as delegacias especializadas e o Papo de Responsa – projeto de prevenção ao uso de drogas do Governo.

Ao fazer uma demonstração no Estande Tiros, o chefe do setor de logística e Projetos da Core, Wagner Franco, falou sobre a nova infraestrutura.

– Esse é um marco para a Polícia Civil. Posso dizer, com certeza, que este é o melhor centro de treinamento da América Latina – disse Franco.

O Estande de Tiros, de padrão internacional de qualidade, foi projetado pela mesma empresa que construiu o utilizado por agentes do FBI, órgão de investigação dos Estados Unidos. Na Casa de Tiros – onde também é possível treinar com armas letais – há modernos revestimentos nas paredes que absorvem os disparos. O Ambiente Cenográfico, específico para treinamento de ações em locais fechados, foi planejado com base na experiência dos próprios policiais.

– A Cidade da Polícia é um passo significativo no trato das informações e das ações. No momento em que você tem todas essas delegacias juntas, comunicando-se e produzindo resultados, isso significa para a população maior eficácia na apuração dos crimes. Esse é um dia de celebração, de uma grande conquista – disse o governador Sérgio Cabral.

A Central de Atendimento ao Usuário é outro ponto importante do complexo. Será neste setor, com 150 lugares, que o cidadão receberá o atendimento preliminar antes de chegar à delegacia. Ele será orientado por recepcionistas formadas em serviço social ou psicologia para direcionar adequadamente cada caso.

O secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, ressaltou a importância da Cidade da Polícia na garantia dos Direitos Humanos.

– A Cidade da Polícia vai atender a muito além das questões da Polícia. Criando condições de trabalho dignas para os policiais e tornando o atendimento à população mais ágil e respeitoso, o governo está trabalhando, como tem feito, pela garantia dos direitos humanos e estamos falando da população e dos próprios policiais – disse Zaqueu.

Atualmente, também já estão funcionando na Cidade da Polícia, o Departamento Geral de Tecnologia de Informação e Telecomunicações (DGTIT), a Divisão de Telecomunicações (DT) e a Divisão de Tecnologia da Informação (DTI), todas no prédio chamado de Unidade de Monitoramento e Inteligência (UMI). A transferência do DGTIT possibilitou um acréscimo qualitativo e quantitativo no banco de dados da Polícia Civil, cujo conteúdo é tido como um dos mais qualificados e complexos da América Latina. O prédio da UMI ainda abriga a primeira sala cofre do estado, onde estão armazenadas estas informações.

O complexo foi construído pela Empresa de Obras Públicas (Emop), órgão vinculado à Secretaria de Obras, no terreno da antiga Souza Cruz, no Jacarezinho. O Proderj (Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio) atuou no projeto como consultor na área de tecnologia.

Dados gerais

Área do Complexo:

67 mil metros quadrados de área total;
42 mil metros quadrados de área construída;
Estacionamento para 1.076 carros e heliponto suspenso.

O que haverá no espaço:

– Área de convivência com quadra esportiva e quiosque;
– Prédio da Unidade de Monitoramento e Inteligência (UMI);
– Área de treinamento (Casa de Tiros e Ambiente Cenográfico e Estande Tiros);
– Pavilhão que concentra as delegacias especializadas;
– Central de flagrantes, com custódia provisória capaz de abrigar 14 presos individualmente;
– Central de atendimento ao público;
– Três salas de reconhecimento de suspeitos;
– Salas de identificação de presos;
– Auditório com capacidade para 418 pessoas;
– Sala de imprensa;
– Alojamentos;
– Canil para treino e tratamento de cães;
– Posto médico;
– Prefeitura.

Delegacias instaladas na Cidade da Polícia:

Polinter – Divisão de Capturas PolíciaInterestadual;
DCOD – Delegacia de Combate às Drogas;
DDEF – Delegacia de Defraudações;
DDSD – Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados;
DECON – Delegacia do Consumidor;
DELFAZ – Delegacia Fazendária;
DFAE – Divisão de Fiscalização de Armas e Explosivos;
DPMA – Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente;
DRCI – Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática;
DRCPIM – Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial;
DRF – Delegacia de Roubos e Furtos;
DRFA – Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis;
DRFC – Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas;
CORE – Coordenadoria de Recursos Especiais (Esquadrão Antibomba e Serviço de Operações com Cães).

Órgãos instalados no complexo:

CECOPOL – Coordenadoria de Comunicações e Operações Policiais;
CINPOL – Coordenadoria de Inteligência Policial;
DGPE – Departamento Geral de Polícia Especializada (Gabinete e área administrativa);
DGAF – Departamento Geral de Administração e Finanças;
DGTIT – Departamento Geral de Tecnologia de Informação e Telecomunicações.

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: